(51) 3652-1052

NOTÍCIAS

21 DE JUNHO DE 2022
Observatório de Direitos Humanos debate caso Bruno e Dom nesta terça (21/6)

O Observatório de Direitos Humanos do Judiciário vai debater, nesta terça-feira (21/6), o assassinato do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo. O encontro, que começa às 18h30, com transmissão pelo canal do CNJ no YouTube, ainda tem apresentações de pesquisas sobre cotas raciais no Judiciário e sobre a população LGBTQIA+ e de um projeto para qualificação da magistratura, entre outros.

Estarão presentes a esposa do indigenista, Beatriz Matos, o advogado da União dos Povos Indígenas do vale do Javari (Univaja), Bruno Marubo, o procurador-geral de Justiça do Amazonas, Alberto Rodrigues do Nascimento Junior, e a juíza da comarca de Atalaia do Norte (AM) Jacinta Silva dos Santos. Eles vão debater o andamento das investigações sobre o caso com os representantes do Sistema de Justiça e da sociedade que participam do colegiado.

Na última terça-feira (14/6), o presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, anunciou a criação de um grupo de trabalho, formado por membros dos Observatórios de Direitos Humanos e do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas. O objetivo é acompanhar de forma próxima o andamento do caso.

Agência CNJ de Notícias

Assista à reunião no canal do CNJ no YouTube

Macrodesafio - Garantia dos direitos fundamentais

The post Observatório de Direitos Humanos debate caso Bruno e Dom nesta terça (21/6) appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Portal CNJ

07 DE JULHO DE 2022
Comitê do CNJ quer garantir autonomia a pessoas com deficiência

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) criou o Comitê de Pessoas com Deficiência no âmbito judicial para analisar...


Portal CNJ

07 DE JULHO DE 2022
Evento nacional de incentivo à leitura no socioeducativo começa nesta sexta (8/7)

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia, nesta sexta-feira (8/7), o evento Caminhos Literários no...


Portal CNJ

07 DE JULHO DE 2022
Portal para Liberdade apoiará pessoas egressas do sistema prisional

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Instituto Igarapé e a Rede de Atenção a Pessoas Egressas do Rio de...


Portal CNJ

06 DE JULHO DE 2022
Resolução regulamenta uso e porte de armas de fogo por polícias judiciais

As normas para aquisição, registro e autorização de porte de arma de fogo pelas polícias judiciais dos...


Portal CNJ

06 DE JULHO DE 2022
Justiça Militar de MG lança concurso público com seis vagas de juiz substituto

Foi divulgado, na segunda-feira (4/7), o edital do concurso público de provas e títulos para ingresso na carreira...


Portal CNJ

06 DE JULHO DE 2022
Rondônia tem alto índice de registros de nascimento sem paternidade estabelecida

A Corregedoria-Geral do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) apresentou relatório que mostra mais de 20 mil...


Anoreg RS

06 DE JULHO DE 2022
Confirmada criação de documento de identidade para funcionários de cartórios

Foi derrubado por senadores e deputados o veto integral (VET 16/2022) do presidente Jair Bolsonaro ao Projeto de Lei...


Anoreg RS

06 DE JULHO DE 2022
Notários, tabeliães e registradores de cartórios têm que pagar salário-educação, entende TRF1

O entendimento foi no julgamento da apelação interposta pelo dono de um cartório, contra a sentença que negou o...


Anoreg RS

06 DE JULHO DE 2022
Ministro Jorge Mussi afirma que a I Jornada de Direito Notarial e Registral vai contribuir na agilidade, harmonia e eficiência dos serviços prestados pelas serventias

O evento acontece nos dias 4 e 5 de agosto


Anoreg RS

06 DE JULHO DE 2022
Artigo: Senexão. Proposta para reconhecimento do idoso diretamente junto ao Registro Civil das Pessoas Naturais – Considerações sobre o PL 105/20

Fato é que a dignidade da pessoa humana em relação aos idosos, no Brasil, é desrespeitada. Este paper discutirá...